Review | Guerra Civil




Aproveitando que "Capitão América: Guerra Civil" chegou recentemente às lojas em Dvd, Bluray e Cópia Digital, é hora de fazer um retrospecto das diferentes Guerras Civis nas Marvel. Começando pelo quadrinho que serviu de inspiração, claro:

A ação precipitada de um grupo de jovens super-heróis acarreta uma tragédia sem precedentes, deixando um saldo de centenas de mortos. Diante da pressão popular, o governo sanciona uma lei determinando que todos os superseres sejam registrados. A iniciativa divide a comunidade heroica como nunca antes. De um lado, a facção pró-registro, liderada pelo Homem de Ferro; do outro, os contrários à medida, tendo à frente o Capitão América. E você, de que lado está? 

Não há como negar: Guerra Civil se tornou a menina dos olhos da Marvel. O quadrinho foi lançado originalmente nos Estados Unidos em 2007, com a história principal sendo publicada em 7 partes. Entretanto, quem quiser ter um entendimento total das causas do Ato de Registro e suas consequências, deve ir bem antes - desde a fase do Bendis nos Vingadores, passando pela do Warren Elis na do Homem de Ferro. A saga foi, em muitos aspectos, uma guerra total. Tirando alguns personagens que se mantiveram neutros e o universo cósmico, a Guerra envolveu todos os personagens da Marvel. 


Se você esteve em outra dimensão recentemente, e não faz a mínima ideia do que se trata, aqui vai um breve resumo: Após um incidente em Stanford, em que os Novos Guerreiros - uma equipe de super heróis adolescentes - falham em deter alguns vilões. Até aí, normal. Mas um desses vilões, o Nitro, causa uma explosão que vitima um grande número de pessoas. E tudo isso foi transmitido pela televisão. Este incidente, junto com algumas ações de grande impacto -como o Hulk destruindo Las Vegas, Wolverine ameaçando o presidente - foi o estopim para um clamor popular.

 De um lado, os defensores do Ato de Registro - que consistia na entrega das identidades secretas para o governo dos Estados Unidos, que pagaria e treinaria os heróis. Vigilantes, portanto, não seriam mais permitidos - grupo este liderado pelo Homem de Ferro. E do outro lado, a Resistência, liderada pelo Capitão América, o Sentinela da Liberdade, que acredita que registrar heróis e forçá - los a lutar a serviço do país não é a melhor opção. Os dois lados acreditam na legitimidade de seus pontos de vista. E você, de que lado está?



Veredito:
Falar de "Guerra Civil", de certa forma, para mim, envolve certo saudosismo. Foi a primeira mega saga de quadrinhos que acompanhei mensalmente nas bancas. O quadrinho em si trouxe uma série de discussões pertinentes à realidade social no século 21, especialmente depois do 11 de setembro. Questões como a entrega da liberdade individual em troca de segurança, e o controle da violência por parte do Estado foram magistralmente apresentadas nesta saga. Sem dúvida é algo que vale muito a pena de se ter em qualquer estante de quem se diga como colecionador, especialmente por se tratar de um material constantemente republicado no Brasil pela Editora Panini.

Nota: 4,5/5

Gostou do Review? Não gostou? Comenta aí com a gente o que achou!
PROXIMA
ANTERIOR
Click here for Comments

0 comentários: