Review | Fullmetal Alchemist: Brotherhood




Ola meus PPS (pequenos peregrinos saltitantes). O anime da vez, é Fullmetal Alchemist Brotherhood, não falarei especificamente de fulmetal Alchemist (a primeira versão do anime - a versão clássica), pois mesmo sendo muito boa, brotherhood realmente, na minha opinião, conseguiu me cativar mais. Então ajeitem a suas cadeiras e vamos juntos fazer o review deste anime que fica, sem nenhuma duvida, no meu top cinco de animes. 


"Ainda crianças, Edward e Alphonse Elric perderam sua mãe. Os irmãos, então, decidem usar seus conhecidos para tentar quebrar o maior tabu da Alquimia: a transmutação humana. Mas a tentativa dá errado. Ed perde seu braço direito e sua perna esquerda. Já Al perde seu corpo por inteiro e só não desaparece de vez por que seu irmão conseguiu fixar sua alma em uma armadura de metal. É a lei máxima da Alquimia, a “Lei da Troca Equivalente”. Assim começa a saga dos irmãos Elric. Agora usando automails, próteses mecânicas implantadas no lugar dos membros perdidos, Ed parte ao lado de Al em busca da lendária Pedra Filosofal, a qual, reza a lenda, amplia os poderes de um Alquimista.  Tornando-se um "cão do exército" Ed e al saem em busca de seus objetivos, enfrentando o poderoso grupo dos homúnculos em seu caminho, e descobrindo que nem tudo, era como imaginavam."


         Fullmetal Alchemist Brotherhood, lançado de 2009 a 2010, com 64 episodios e 1 filme não canônico, produzido pelo estúdio Bones, com direção de Yasuhiro Irie. O anime contém as mais diversas categorias: drama, animação, aventura, ação, drama, comédia, mistério. Versão um diferente de seu irmã mais velha (Fullmetal Alchemist - clássico) esta que não seguiu o mangá de onde a trama foi baseada, o que também não desmerece a obra, que foi muito boa; brotherhood entrega uma versão que mais se aproxime do mangá, e mesmo que de início encontrou desconfiança por aqueles que já conheciam a versão clássica, que já era ovacionada, acreditar que uma versão mesmo que seguisse o mangá conseguiria ultrapassar aquela obra prima era algo considerado improvável. Na verdade comparar uma dessas obras primas já é um erro. São duas obras que devem ser consideradas diferentes, e por excelência, muito boas. O enredo cativa no primeiro episódio, pois a trama é complexa com vários mistérios envolvendo este mundo repleto de alquimia, trama ainda aborda questões filosóficas interessantes; entretanto, também aborda questões políticas, como o papel do exercito; sociais questões do poder, guerras; além de questões mais individuais como valores morais, VALE FAZER UM ADENDO: o setes pecados capitais são personificados através dos homúnculos, seres criados, em tese, em semelhança aos humanos, sendo demonstrando a suas explicitas as os pecados de seus semelhantes, os humanos. Os protagonistas, por si só, já encantam logo, a relação de cumplicidade entre eles fica natural, não exagerada ou artificial; embora Edward e Alphonse sejam responsáveis pelas cenas mais tristes do anime, eles, em destaque Edward tem sofre as cenas mais engraçadas, que são as piadas em relação ao tamanho dele.  



         A trilha sonora é impecável dando o tom certo para cada situação, valendo lembrar das inesquecíveis aberturas , como Yuri - Again; e encerramentos, como  Scandal - Shunkan Sentimental -,  entre outros. A animação é muito boa, ainda que perca se comparado de animes mais atuais, como fate zero, é fluidez das cenas aliados as simplicidades em momentos certos, adicionado há uma elaboração mais cuidadosa em cenas singulares, o próprio número de episódios, já demonstra uma organização na elaboração desta obra. Os aspectos técnicos de uma forma geral são impecáveis, não há defeitos a serem encontrados, o enredo/trama  é complexa e profunda, mas não fica pesada demais pois sempre é intercalado de alívios cômicos, ganhando um tom perfeito para o desenvolvimento da história durante os 64 episódios . Isto só torna esta obra digna de, mais do que ser assistida, estudada com afinco. E é o que faremos

Todo anime apresenta uma ideia, ideologia, conceito, proposito... que irá nortear seja a trama, o personagem principal, ou então, o universo criado na obra. A mensagem que é abordada neste anime é influenciada pelos princípios e conceitos da alquimia: "Nada pode ser obtido sem  alguma espécie de sacrifício, é preciso oferecer me troca uma coisa de valor equivalente. Este é o principio básico da alquimia,  lei da troca equivalente" (Alphonse Elric). O interessante é de como um conceito retirado em seus fundamentos de Lavoisier, "Na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma", ampliando este pensamento ao um nível ficcional, mas também estendo este conceito ao campo filosófico. Desenvolvem um raciocínio em que para se conseguir alcançar certas coisas, objetivos, que possam de forma inconsciente trazer prazer e por que não felicidade, ma para isto terá de percorrer um caminho oneroso, fazer ou se comprometer com coisas não muito aprazível,  em outras palavras nada cai do céu ou se obtêm sem nenhum esforço, salvo em algumas exceções, existe uma jornada de aprendizado, bravura e muito trabalho que servirá de meio para atingir o almejado objetivo. Esta consciência de que para atingir um certo fim terá de percorrer determinado caminho, não é algo muito distante ou ficcional. Uma teoria de Causalidade: "Se é A, deve ser B". Este que penetrados nos mais diversos campos de estudos, durante o desenvolve histórico de se apresenta na sociedade. Por exemplo: Álgebra abstrata, ou booliana - Lógica matemática- estendida para alguns conceitos físicos (segunda lei da termodinâmica) e químicos( lei da conservação das massas) ; o mecanismo, definido pelo deísmo, pode ser percebido numa interpretação livre ou chula de uma passagem da bíblia (Gálatas 6.7-8), temos este adagio popular: você colhe o que planta; ou então, tudo o que você plantar você colhe. Demostrando que esta relação de equivalência, determinismo e causalidade criada ou associada é mais antiga, séria e aceita do que o imaginado.


No Direito também é possível de ver tal pensamento se manifestando. Na obra Teoria Pura do Direito, do mestre de Viena, Hans Kelsen,  em que em sua relação estabelece a hipótese legal e sua consequência jurídica, não é uma relação de causalidade, tipica das ciências da natureza, mas uma relação de imputação, característica da ciência do direito, nesta que é envolvida num sistema de convenções abstratas e a punições diretas a partir do cumprimento da mesma, o que não está presente um relação natural, mas sim artificial, o que não impede de haver uma relação de troca equivalente da norma, esta mencionada no anime. No juízo de hipotético condicional, trazendo uma relação de condição em relação a norma -retomando aquela velha frase já citada acima: "Se é A, deve-ser B"- , podendo ser a validação ou a sanção . "Dado fato deve-ser a prestação", por exemplo, ultrapassar o limite de velocidade (fato), deve-ser pagar multa correspondente (prestação); "Dado a não prestação deve-ser sanção", por exemplo, dado o não pagamento da multa (não prestação), haverá o bloqueio do registro do veículo,  o que impede transferência de propriedade e renovação do licenciamento anual (sanção). Teoria depois completada por Cossio, na chamada juízo hipotético disjuntivo. Embora, o interessante, para tal temática (a relação entre o conceito de equivalência abordada no anime e a sua manifestação nas nas diversas configurações dos aspectos real) seja perceber que a relação de comumente associada seja natural, artificial, ou abstrata apresentam liame com o conceito bruto e exacerbado da troca equivalente, apresentado nesta obra ficcional. 

Curiosos para descobrir que pecado cada um deles representa ? Só assistindo o anime.


VEREDITO:

Fullmetal Alchemist Broterhood,  é a versão mais fiel ao mangá e com um final satisfatório para sofredores protagonistas, é claro, para aqueles que gostam de finais menos dramáticos. Dependendo só dos aspectos técnicos, o anime apresenta uma boa animação, acompanhada de uma excelente trilha sonora. Mas quando se tem o contato com os personagens se cativa facilmente, sendo que não estará distante o dia em que mergulhará num enredo fascinante, cheio de diversão, boas lutas, mistérios e drama, inacreditavelmente sendo pertencente a uma única trama que satisfará seja os mais variados público, ainda oferecerá uma intrigante questão filosófica para se debruçar, se assim tiverem interesse. 

Nota: 5/5

E aí, curtiu o review? Não curtiu? Comenta aí
PROXIMA
ANTERIOR
Click here for Comments

0 comentários: