Review | X - Men: Espelho Negro



Aproveitando a estreia de "X - Men: Apocalypse", tá aí a minha opinião sobre esse livro


Sinopse:
”Temidos e rejeitados por muitas das pessoas que juraram proteger, os X-Men são uma equipe de heróis mutantes dedicada a defender os seres humanos daqueles que poderiam usar o gene X para o mal e a destruição. Abençoados – alguns diriam amaldiçoados – com habilidades impressionantes, os X-Men são a última defesa da Terra contra os vilões insanos… e a única esperança para o futuro.”
                 
     
 Bom... resolvi aproveitar que "X - Men: Apocalypse" chegou nos cinemas para dar uma olhada nesse livro. Claro, poderia voltar a acompanhar os quadrinhos. Mas, para uma equipe que já teve clássicos como "A Saga da Fênix Negra", "Deus Ama, o Homem Mata","Complexo de Messias", que já teve roteiristas como o Chris Claremont e o Grant Morrison, é triste constatar que não está valendo muito a pena acompanhar a fase atual dos X - Men . Principalmente, porque a linha editorial da Marvel está colocando os mutantes em segundo, terceiro plano e tentando substituir pelos Inumanos, que nem são lá essas coisas.     
 
     Mas enfim... voltando ao review. Este livro faz parte de uma série de lançamentos que estão sendo trazidos para cá através da Editora Novo Século. O público alvo desses lançamentos, é aquela pessoa que se interessou pela Marvel depois de assistir os filmes e as séries, mas que nunca pegou um quadrinho na vida (Ou que não está muito a fim de acompanhar os encadernados da Salvat, com seus preços loucos de "apenas" 34,99). Se bem que, se alguém não se interessa a pegar um quadrinho que, convenhamos, possui um ritmo mais fácil e mais dinâmico, dificilmente irá se interessar por um livro. Então, de certa forma, quem acaba por comprar mesmo é o leitor veterano de quadrinhos que quer ver o universo em outra linguagem.E "Espelho Negro" tenta trazer as aventuras dos X - Men para essa linguagem literária.               
        No livro, uma equipe dos X- Men, composta por Jean Grey, Ciclope, Noturno, Wolverine e Vampira vai a Belldonne, um hospital psiquiátrico, onde supostamente, mutantes são mantidos prisioneiros. Só que, algo dá muito errado e os mutantes tem suas mentes postas nos corpos de humanos com transtornos psíquicos. Inclusive, Jean, Ciclope, e o Wolverine vão parar em corpos um pouco... diferentes, no mínimo.
                                                                               
                             
 
          Sozinhos e sem nenhum poder, caberá aos X - Men encontrar o responsável por esse ocorrido e descobrir onde estão seus verdadeiros corpos, antes que seja tarde demais...


Veredito: 

        No geral? A história é muito fraca. A medida que se avança na leitura, fica aquela sensação de que não é uma história dos X - Men. Poderiam ter "confinado" a trama ao hospital psiquiátrico e  desenvolvido melhor os internos, ao invés de ter se arrastado por todo o EUA. O vilão tem uma motivação totalmente absurda, mesmo pra o universo dos quadrinhos. Mas, claro que há exceções. A tensão de se sentir privado de seu corpo e de sua identidade. A problemática levantada sobre identidade de gênero (Ser homem, confinado ao corpo de uma mulher e vice - versa). Os diálogos entre o Scott e o Logan são até engraçados, mas ainda assim... tem livros melhores dessa série. "Guerras Secretas" "Guerra Civil" e "Todos Querem Dominar o Mundo", por exemplo, são infinitamente melhores.

Nota geral: 2,7/5
Gostou do Review? Não gostou?  Comenta aqui embaixo o que achou do livro

PROXIMA
ANTERIOR
Click here for Comments

0 comentários: